logo_branco

                                                Quem puxa aos seus não degenera

 

Formada no ensino médio no Colégio Interativo, Juliana apresenta sua trajetória até seu trabalho atual na indústria farmacêutica

Não era muito divertida para Juliana Souza a aula de química quando ela estudava no Colégio Interativo. E isso não tem nada a ver com os assuntos da disciplina em si, já que inclusive muitos dos conhecimentos da disciplina hoje ela utiliza em seu trabalho na garantia de qualidade de medicamentos em uma grande indústria farmacêutica.

O motivo era especial: entrava em sala o professor Edson – autor de livros didáticos de química1 -, chamado carinhosamente de Soiza e pai da Juliana. “Os meus colegas tiravam uma comigo, e eu, tímida, tinha vontade de me enfiar debaixo da carteira”, ela explica.

Fora de sala de aula, Juliana explica que o pai sempre a apoiava em suas escolhas, inclusive no momento de decidir fazer um ano de cursinho, também no Interativo. Após ficar na lista de espera, foi no extensivo que ela decidiu ir para a carreira de Farmácia Bioquímica2, após participar de uma feira de profissões na Unesp de Araraquara3, onde acabou se graduando anos mais tarde. Ambos, pai e filha, concordam que um ano de cursinho foi importante para o amadurecimento pessoal.

 

Juliana mostrando sua trajetória profissional

De lá para cá, muita coisa aconteceu. Paralelamente à graduação, Juliana participou de diversas atividades extracurriculares, iniciação científica e intercâmbio. Depois, fez uma especialização na Fundação Vanzolini4 e uma pós em gestão de processos industriais na Unicamp5, muito ligadas à sua área de atuação na garantia de qualidade de medicamentos em grandes indústrias farmacêuticas no estado de São Paulo. Ela lida, dentre outras coisas, com o suporte do sistema de gestão da qualidade, o qual auxilia em evitar a degeneração dos medicamentos fora do prazo de validade estabelecido, além de muitos efeitos indesejáveis.

Hoje, olhando para trás, Juliana dá dicas valiosas de estudos para quem quer organizar a rotina de estudos ou mesmo ir para a carreira ligada à Farmácia Bioquímica. Participando atualmente do processo de seleção de estagiários e trainees, ela percebe a importância da renovação e preparação para um bom profissional. E assim como o pai, atualmente ensina um pouco do que sabe aos seus novos companheiros de trabalho.

 

Juliana preenchendo o mural da disciplina de Divulgação Científica Cultural e Profissional

Texto: Renan Augusto Trindade

Fotos: Talita Barboza